Melasma na gravidez

Conhecido como cloasma na gravidez, o melasma gestacional é comum e atinge grande parte das gestantes, é resultante de transformações hormonais que ocorrem nesse período.

Os melasmas são manchas em tons marrons que aparecem na pele do rosto e corpo da gestante, devido às alterações hormonais ocorre um aumento da melanina, pigmento responsável por dar coloração na pele. Com isso, há a hiperpigmentação de determinada área, originando as manchas.

Em algumas mulheres, a causa do melasma pode ir além da gravidez, estando relacionado ao consumo de anticoncepcionais, reposição hormonal, genética e exposição ao sol em excesso.

O melasma na gravidez costuma surgir a partir da metade da gestação, quando os hormônios se estabilizam e devem ser analisados por um médico especialista para a certificação de que não se trata de doenças de pele mais sérias.

Preocupadas com a estética, muitas mamães questionam se o melanoma some após a gestação, principalmente as manchas faciais e, em grande parte dos casos elas somem sim, ou se tornam bem claras na pele.

Porém, há casos em que a mancha permanece e neste caso, apenas tratamentos clínicos podem ser realizados sob a pele.

Consultar o médico é sempre essencial, assim como o uso do filtro solar durante o dia a dia, que além de ajudar no tratamento do melanoma, previne inúmeras outras doenças de pele.

Anúncios

Cuidados com os pés do bebê

Os pés dos bebês sempre chamam atenção, por serem tão pequenos e delicados, e devem ser  cuidados desde cedo, por isso, as mamães precisam observar com atenção os pezinhos de seus bebês, principalmente na hora dos primeiros passos.

Até os 9 meses de idade, os pés são constituídos por uma cartilagem frágil e muito maleável, dando assim uma grande mobilidade e flexibilidade, sendo necessário um cuidado especial.

Sapatos precisam se encaixar perfeitamente aos pezinhos do bebê, de forma natural e confortável. Ao comprar um calçado, observe se o mesmo oferece segurança, se o calcanhar está bem encaixado e se os dedos não estão encostando no limite do bico.

Sapatos com bicos arredondados são os mais indicados para bebês e crianças até 5 anos, fase em que a estrutura muscular e óssea ainda está em desenvolvimento.

Bebês que ainda não andam e nem engatinham não têm a necessidade de calçar sapatos e meias, principalmente em dias quentes, deixá-los descalços é de extrema importância para que o crescimento e o desenvolvimento seja feito de maneira natural e segura.

Outro fator muito importante é a higiene e cuidados diários com os pés, secar bem entre os dedos após o banho e manter as unhas cortadas e limpas influenciam diretamente na saúde dos pés, além de variar os calçados usados e não deixar a criança muitas horas por dia com os mesmos.

As crianças não têm os anticorpos completamente fortalecidos, estando mais propensas a atrair doenças, por isso, lugares públicos como praias e piscinas são repletos de microrganismos nocivos à saúde, o cuidado ao deixar seu bebê andar descalço por esses lugares deve ser maior. 

Lembrando que a prevenção, vigilância e tratamento dos pés durante a infância evitará futuros problemas nos joelhos,quadril e coluna, garantindo a saúde e o bem estar do adulto, além de muitos anos a mais de boas caminhadas.

Zika Vírus, como se proteger?

Texto divulgado pela ANVISA

Frente às dúvidas surgidas recentemente sobre o uso de repelentes de insetos de uso tópico em gestantes, considerando a relação já comprovada pelo Ministério da Saúde entre o Zika vírus e os casos de microcefalia diagnosticados no país, a Anvisa esclarece: não há, dentro das normas da Agência, qualquer impedimento para a utilização destes produtos por mulheres grávidas, desde que estejam devidamente registrados na Anvisa e que sejam seguidas as instruções de uso descritas no rótulo.

Estudos conduzidos em humanos durante o segundo e o terceiro trimestres de gestação, e em animais durante o primeiro trimestre, indicam que o uso tópico de repelentes à base de n,n-Dietil-meta-toluamida  (DEET) por gestantes é seguro.

No entanto, tais produtos não devem ser usados em crianças menores de dois anos. Em crianças entre dois e 12 anos, a concentração dever ser no máximo 10% e a aplicação deve se restringir a três vezes por dia. Concentrações superiores a 10% são permitidas para maiores de 12 anos.

Além do DEET, no Brasil são utilizadas em cosméticos as substâncias repelentes Hydroxyethyl isobutyl piperidine carboxylate (Icaridin ou Picaridin) e Ethyl butylacetylaminopropionate (EBAAP ou IR 3535), além de óleos essenciais, como Citronela. Embora não tenham sido encontrados estudos de segurança realizados em gestantes, estes ingredientes são reconhecidamente seguros para uso em produtos cosméticos conforme compêndios de ingredientes cosméticos internacionais.

Nos EUA, os produtos repelentes são regularizados pela United States Enviromental Protection Agency (EPA).  As seguintes substâncias estão presentes em produtos regularizados pela EPA: Catnip oil, Óleo de citronela; DEET; IR 3535; p-Menthane-3,8-diol e 2-undecanone ou methyl nonyl ketone. Portanto, os ativos utilizados no Brasil estão dentre os utilizados nos Estados Unidos.

O Center for Disease Control e Prevention (CDC), também nos EUA, recomenda o uso de produtos repelentes por gestante, uma vez que a Enviromental Protection Agency (EPA), responsável pela autorização de uso destes produtos nos EUA, não estabelece nenhuma restrição nesse sentido. Entretanto, destaca que as recomendações de uso da rotulagem devem ser consideradas.

A consulta de repelentes de insetos de uso tópico regularizados na Anvisa pode ser feita no link abaixo:

http://www7.anvisa.gov.br/datavisa/Consulta_Produto/consulta_cosmetico.asp

 

zira virus

 

Repelentes ambientais e inseticidas

Repelentes ambientais e inseticidas também podem ser utilizados em ambientes frequentados por gestantes, desde que estejam devidamente registrados na Anvisa e que sejam seguidas as instruções de uso descritas no rótulo.

A Anvisa não permite a utilização de substâncias que sejam comprovadamente carcinogênicas, mutagênicas ou teratogênicas em produtos saneantes. Entretanto, como os produtos são destinados a superfícies e ambientes, não são apresentados estudos com aplicação direta em pessoas o que significa que uma superexposição da gestante ao produto pode não ser segura.

Dessa forma, a segurança para a utilização desses produtos em ambientes frequentados por gestantes depende da estrita obediência a todos os cuidados e precauções descritas nos rótulos dos produtos.

Exemplo de restrição trazida no rótulo é: “Durante a aplicação não devem permanecer no local pessoas ou animais domésticos”.
70ba4cc1a31f643448246e23be05de46

Outubro Rosa, nós apoiamos!

O movimento conhecido como Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. Hoje, o mês de conscientização para que a mulher conheça o seu corpo e mantenha os seus exames em dia está cada vez mais difundido.

outubro rosa nasce porto alegre

O câncer de mama é uma doença resultante da multiplicação de células anormais da mama, o que forma um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns se desenvolvem rapidamente, outros não.

Por isso, o diagnóstico precoce é essencial para uma possível cura. E para obtê-lo a mulher deve sempre estar atenta ao seu corpo através do exame de toque mamário e também com a mamografia em dia.

outubro rosa 2

outubro rosa

 

Estima-se que 30% dos casos de câncer de mama possam ser evitados quando são adotadas práticas saudáveis como:

    • Praticar atividade física;
    • Alimentar-se de forma saudável;
    • Manter o peso corporal adequado;
    • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
    • Amamentar

 

 

Saiba mais sobre o assunto visitando o site do INCA – Instituto Nacional do Câncer de Mama: http://www.inca.gov.br/

E também lendo a Cartilha do Câncer de Mama: http://bit.ly/1NlcZXL

Outubro Rosa, um mês de reflexão sobre a saúde da mulher

Outubro é um mês importante para a conscientização feminina sobre sua saúde. Desde os anos 1990, o período é conhecido no mundo todo como Outubro Rosa, um movimento criado com o intuito de promover uma reflexão sobre o câncer de mama.  O laço rosa é característico desse mês e é o símbolo das ações desenvolvidas para o combate à doença.

De acordo com o Ministério da Saúde, só no ano de 2011 a doença fez 13.225 vítimas no Brasil. O órgão mantém o Sistema de Informação do Câncer (Siscan), um software disponível gratuitamente para as secretarias de saúde que permite o monitoramento do atendimento oncológico na rede pública por meio da inserção e processamento de dados, gerido pelo Ministério da Saúde.

outubro-rosa

 

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais mata mulheres, porém, se diagnosticado precocemente, as chances de cura são maiores. O primeiro sinal da doença é a presença de um nódulo, detectado através do autoexame. Mas nem sempre é possível encontrar esse sinal com o toque. A mamografia é o exame mais indicado para detectar precocemente a presença de nódulos nas mamas.

Recomendação: se você tem entre 20 e 40 anos, procure seu médico para realizar o exame de mamas a cada 2 ou 3 anos. Pacientes acima dos 40 anos devem realizam o exame anualmente. Em 2012, o Brasil registrou um crescimento de 37% na realização de mamografias na faixa prioritária – de 50 a 69 anos – em comparação com 2010, no Sistema Único de Saúde (SUS).

%d blogueiros gostam disto: