Dia do Pediatra

A pediatria nasceu em 1722, na Suíça, quando o médico Theodore Zwinger notou que os sinais e sintomas de uma mesma doença que acomete tanto a criança como o adulto são diferentes na forma e no conteúdo.

Publicou uma obra ao redor do seu estudo, a Paedoiatreia— as doenças na infância, o que gerou mais tarde a palavra “Pediatria”.

O Dia do Pediatra é celebrado em 27 de julho, pois nessa data, em 1910, foi criada a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Seus objetivos maiores e indissociáveis têm sido a saúde na infância e na adolescência, e a valorização do pediatra como especialista diferenciado para cuidar desse determinado grupo. Contamos com mais de 22 mil pediatras associados, provando que a credibilidade foi alcançada.

O responsável pela saúde do seu bem mais valioso merece a nossa eterna gratidão. A equipe do Nasce deseja a todos os pediatras um dia muito feliz aos especialistas que tratam com amor e por amor! ❤

Anúncios

Água: um hábito estimulado desde cedo

Sabemos que até os 6 meses de vida, o bebê não precisa tomar água e nenhum outro líquido, pois o leite materno possui o teor de sais minerais inferior às fórmulas lácteas, o que o torna suficiente para uma boa hidratação, sem necessidade de água adicional.

Porém, beber água é um hábito que pode ser estimulado desde cedo na vida dos pequenos, pois ela ajuda a mover os nutrientes pelo corpo, manter a temperatura corporal pelo suor e a remover as toxinas através urina.

Depois dos 6 meses, você pode dar água ao bebê quando ele estiver com sede, mas não exagere. Prefira dar alguns goles depois das refeições, principalmente se ele tiver comido papinha salgada.

A água em excesso pode acabar ocupando o lugar que deveria ser da comida no estômago.

Ao completar 1 ano, a água está liberada. O seu filho já tem uma alimentação parecida com a de um adulto, e pode tomar água o quanto quiser. Dê bastante água nos dias quentes e secos para evitar a desidratação, e também sempre que ela estiver com febre.

ingerir-agua-desde-cedo-bebe-nasce-gestante-porto-alegre

Quantidade de água:

  • 0 a 6 meses: Nenhuma. Ele tem toda a hidratação que precisa da fórmula ou do leite materno, inclusive no calor.
  • 6 a 12 meses: Dê goles de água quando seu filho estiver sede, ou colheres de chá. Não exagere, pois isso pode causar dor de barriga ou impedir que ele se alimente bem.
  • 1 a 3 anos: Ele deve ingerir em média 1,3 litros de líquidos. Isso inclui: leite, água, água de coco, sopas e etc…
  • 4 a 8 anos: De 1,2 litros de água ou bebidas. Ou seja, 5 copos mais ou menos por dia.
  • 9 a 13 anos: Meninas: 1,7 litros de água ou bebidas. Isso tá em torno de 7 copos. Já os meninos precisam de 1,9 litros, ou seja, 8 copos por dia, em média.
  • 14 a 18 anos: Meninas: 1,9 litros ou 8 copos mais ou menos e os meninos 2,6 litros ou em torno de 11 copos.

O seu filho bem hidratado tem uma melhor capacidade de concentração, mantém o peso saudável, diminui o risco de doenças crônicas, constipação e infecção urinária.

Fontes: http://brasil.babycenter.com/ e http://maeemdia.com/

Dia do Pediatra

Mais do que um médico, o pediatra torna-se um verdadeiro aliado na criação do seu filho, e o vínculo criado entre ele e a família é eternamente lembrado com muito amor.

Por isso, esta é uma relação que se consolida à base de respeito, confiança e muito carinho.

O responsável pela saúde do seu bem mais valioso merece a nossa eterna gratidão. A equipe do Nasce deseja a todos os pediatras um dia muito feliz!

04 - blog

Quanto meu bebê precisa engordar?

“Bebê gordinho é bebê saudável.” – Mito!

O seu bebê estar mais gordinho não é sinônimo de saúde, os recém-nascidos perdem um pouco de peso ao nascer, porém ao longo dos primeiro trimestre a capacidade gástrica deles vai aumentar e eles começa a mamar mais, aumentando, assim, o peso.

O leite materno possui mais de 250 substâncias bioativas, necessárias para o desenvolvimento físico, neurológico e emocional dos bebês.

Nos primeiros três meses de vida, é normal que o seu filho ganhe entre 25 a 30 gramas por dia, uma média de 825 gramas por mês.

ganhar peso

Já no segundo trimestre, o ganho diminui um pouco, para entre 15 a 20 gramas ao dia, aproximadamente 525 gramas ao mês.

Caso haja alguma discrepância em relação ao peso do bebê, você deve checar a pega e o ritmo das mamadas. Observe, relaxe mais ao oferecer o peito ao seu bebê, beba de três a quatro litros de água por dia, alimente-se bem e tenha paciência nesse processo.

No segundo semestre de vida, outros alimentos podem ser introduzidos na alimentação do seu bebê, caso ele goste das experiências alimentares a ele proporcionadas é normal que o pequeno ganhe de 10 a 15 gramas por dia, com uma média de 405 gramas por mês.

Frutas e sucos devem ser oferecidos, mas não substituem as mamadas, é nisso que o bebê ganha mais peso.

O último trimestre do primeiro ano de vida, são de 5 a 10 gramas ao dia, aproximadamente 225 gramas por mês.

 

O seu bebê está dormindo o suficiente?

Ter certeza que o seu bebê está dormindo o suficiente é muito importante para a saúde do seu pequeno.

O sono depende de vários fatores, como a boa alimentação, o ambiente confortável e silencioso, a temperatura adequada, assim como a higiene do bebê.

Permita que a criança durma a hora que ela tiver vontade, porém é importante criar uma rotina para que o sono do bebê tenha mais qualidade. O hábito de sempre ir para a cama no mesmo horário é fundamental, tanto para o bebê quanto para o sono dos pais.

Confira uma tabela baseada em número de horas de sono para os bebês, conforme a sua idade:

tabela do soninho

Leia também:

Gravidez e a sonolência

Problemas no sono das crianças: como lidar?

 

Otite em bebês

Você sabe quais são os sintomas e cuidados que você precisa ter em relação a possíveis inflamações no ouvido do seu bebê?

A otite é uma inflamação do ouvido médio, o espaço atrás do tímpano, principalmente em crianças menores de 3 anos de idade, que vão à creche e que acumulam mucosidade em consequência de uma possível gripe.

Por incrível que pareça, a otite pode ser causada por uma infecção originada na garganta, pois os vírus e bactérias chegam ao ouvido médio através da trompa de Eustáquio. Este tipo de infecção produz pus e fluídos que pressionam o tímpano, ocasionando dor e perda da audição.

otite nasce mother care

Quando o bebê tem dor de ouvido, dói para mamar e engolir, por isso ele pode começar a chorar ou empurrar o peito ou a mamadeira depois do início de cada mamada. Se isso acontecer, leve-o ao médico.

Cheiro ruim ou secreção no ouvido também são sinais de infecção.

Para bebês menores, os médicos podem receitar antibióticos de imediato, caso seja diagnosticada a infecção bacteriana. Um alerta para a localização da infecção, pois em alguns casos ela pode se transformar em meningite. Por isso, é importante observar e acionar o pediatra com urgência.

Leia também:

Cuidado com a respiração de seu bebê

Cuidados com os olhinhos dos bebês

 

Dia do Médico

dia-do-medico

Como escolher o pediatra de seu filho

O pediatra é o médico de confiança das crianças. Mais do que acompanhar o crescimento de seus filhos, ele ajuda a orientar as decisões dos pais em relações a diversos aspectos da vida dos pequenos. Devido a sua importância, ele deve ser escolhido ainda durante a gravidez. E você sabe o que levar em conta na hora da escolha?

Imagem: dmason via Compfight cc

Imagem: dmason via Compfight cc

– Procure referências de amigos e conhecidos;

– Veja em quais hospitais o médico pode atender em caso de necessidade;

– Procure saber se a localização do consultório é adequada para você;

– Pergunte como o médico lida com emergências e ligações com pedidos de suporte;

– Veja se ele irá ajudar a acompanhar o bebê de acordo com os princípios de sua família;

– Confirme se ele irá esclarecer todas as suas dúvidas sobre a criança;

– Avalie se você se sente segura em confiar a saúde de seu filho com ele.

Escreva seu endereço de email para receber atualizações.

Junte-se a 1.178 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: