Pele do bebê nos primeiros meses

A pele do bebê tem cerca de metade da espessura da pele de um adulto. Além disso possuem menos pelos e as glândulas que produzem o suor ainda são pouco desenvolvidas, assim como as células que produzem a coloração da pele, que estão em menor atividade.

Por ser mais sensível, principalmente nos primeiros meses, é preciso ser constantemente protegida do calor e a luz do sol, para evitar o comum o aparecimento de brotoejas, especialmente no período do verão.

A pele do recém-nascido pode apresentar certa reação a determinados componentes químicos presentes na roupa nova ou naquelas lavadas com sabão e amaciante. Para prevenir tal problema, recomenda-se lavar duas vezes as vestimentas, assim como os lençóis e as mantas nas quais são envolvidos, fraldas de pano, cueiros e, tudo aquilo que vá entrar em contato direto com a pele do bebê.

Uma das áreas que requer mais atenção durante os primeiros meses é aquela coberta pela fralda, já que está exposta à umidade constante, causando a assadura que vem do contato da pele do bebê com a urina, principalmente em lugares abafados e com dobras. Apesar de serem consideradas comuns, podem ser evitadas, redobrando a higiene.

Outro fato importante é que cerca de 30 a 50% dos recém-nascidos adquirem uma mancha vermelha que aparece geralmente na testa, pálpebras, lábio superior, entre as sobrancelhas ou nuca, conhecida popularmente como “Bicada da Cegonha”. Esta não deve gerar grandes preocupações, pois tende a desaparecer sozinha à medida que a criança cresce.

Para maior saúde e bem estar da criança, é recomendado banhos rápidos e com uso de sabonete líquido de PH neutro, preferencialmente no umbigo, pescoço, axilas e área das fraldas, regiões onde as bactérias se proliferam mais facilmente. Lembramos também o cuidado com a pele exposta ao sol e os perigos que os mesmos causam.

Anúncios

Manchas de nascença em bebês

As marcas de nascença, manchas ou sinais, são lesões presentes no nascimento ou percebidas logo nos primeiros dias de vida. Algumas podem ir desaparecendo com o tempo ou permanecer a vida toda.

A maioria das marcas de nascença se classifica como vascular ou pigmentar.
As manchas vasculares são causadas pelo acúmulo de vasos sanguíneos sob a superfície da pele, variando de cor-de-rosa e salmão a vermelho e arroxeado, dependendo da profundidade dos vasos.
Já as manchas pigmentares, normalmente marrons, cinzas, azuladas ou pretas, são resultado do desenvolvimento anormal de células da pigmentação.

A maioria das manchas de nascença é inofensiva, mas há algumas exceções, portanto é bom sempre mostrá-las ao pediatra.

Tipos de manchas: 

– Maculares. São manchas vermelhas vasculares que recebem também o nome carinhoso de “beijos de anjo” ou ainda “mordidas da cegonha”. São as marcas de nascimento mais comuns e aparecem na testa, nas pálpebras, no pescoço, no lábio superior ou no nariz do bebê. Na maioria dos casos desaparecem antes dos dois anos de idade.

– Manchas do porto. São também marcas vasculares que surgem ao nascer e que podem estar espalhadas por todo o corpo. Essas manchas não desaparecem por conta própria, mas tendem a escurecer e aumentar de tamanho à medida que o bebê cresce. Portanto, essas manchas precisam de tratamento.

– Hemangiomas. Estas manchas de vermelho intenso são muito frequentes em bebês prematuros que não completaram seu desenvolvimento. Aparecem em qualquer parte do corpo, em especial ao redor do rosto, pescoço, couro cabeludo ou peito e são mais comuns em bebês do sexo feminino. Às vezes podem apresentar uma ligeira protuberância, por isso deve ter um cuidado especial se aparecerem na zona dos olhos ou da boca porque pode afetar as funções do bebê.

– Manchas de cor café com leite. Essas manchas são muito frequentes nos recém-nascidos e não tem porque se preocupar se aparecerem uma ou duas manchas. Agora convém prestar mais atenção se as manchas de cor café com leite se encontram disseminadas por todo o corpo e vão se tornando maiores. Informe ao pediatra.

– Manchas mongólicas. Trata-se de manchas de cor azul acinzentada que aparecem nas nádegas ou nas costas dos bebês, especialmente nos que têm pele mais escura. Em geral essas manchas de nascimento desaparecem aos três ou quatro anos de idade.

Fontes: https://br.guiainfantil.com, http://brasil.babycenter.com/, http://revistavivasaude.uol.com.br/

Escreva seu endereço de email para receber atualizações.

Junte-se a 1.177 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: