Cuidados com os pés do bebê

Os pés dos bebês sempre chamam atenção, por serem tão pequenos e delicados, e devem ser  cuidados desde cedo, por isso, as mamães precisam observar com atenção os pezinhos de seus bebês, principalmente na hora dos primeiros passos.

Até os 9 meses de idade, os pés são constituídos por uma cartilagem frágil e muito maleável, dando assim uma grande mobilidade e flexibilidade, sendo necessário um cuidado especial.

Sapatos precisam se encaixar perfeitamente aos pezinhos do bebê, de forma natural e confortável. Ao comprar um calçado, observe se o mesmo oferece segurança, se o calcanhar está bem encaixado e se os dedos não estão encostando no limite do bico.

Sapatos com bicos arredondados são os mais indicados para bebês e crianças até 5 anos, fase em que a estrutura muscular e óssea ainda está em desenvolvimento.

Bebês que ainda não andam e nem engatinham não têm a necessidade de calçar sapatos e meias, principalmente em dias quentes, deixá-los descalços é de extrema importância para que o crescimento e o desenvolvimento seja feito de maneira natural e segura.

Outro fator muito importante é a higiene e cuidados diários com os pés, secar bem entre os dedos após o banho e manter as unhas cortadas e limpas influenciam diretamente na saúde dos pés, além de variar os calçados usados e não deixar a criança muitas horas por dia com os mesmos.

As crianças não têm os anticorpos completamente fortalecidos, estando mais propensas a atrair doenças, por isso, lugares públicos como praias e piscinas são repletos de microrganismos nocivos à saúde, o cuidado ao deixar seu bebê andar descalço por esses lugares deve ser maior. 

Lembrando que a prevenção, vigilância e tratamento dos pés durante a infância evitará futuros problemas nos joelhos,quadril e coluna, garantindo a saúde e o bem estar do adulto, além de muitos anos a mais de boas caminhadas.

Higiene íntima na gravidez

O aumento de secreções vaginais e as alterações de pH são comuns na gravidez. Por isso, grande parte das futuras mães relatam o corrimento vaginal mucoso e com ardor. É importante ficar atento a esses sintomas e, em maiores anomalias, o seu médico deve ser informado para prevenir infeções que possam comprometer a gravidez.

A higiene íntima pode ser realizada de uma a três vezes ao dia de acordo com o clima, biótipo, atividade física e doenças. A zona vaginal deverá ser lavada com água corrente, com movimentos que evitem trazer o conteúdo perianal para a região vulgar e com produtos de higiene especificamente desenvolvidos para a higiene da região vaginal.

Higiene íntima na gravidez nasce porto alegreAlguns sabonetes líquidos para a região íntima possuem fórmulas hipoalergênicas, com ácido lático e com pH ácido, variando entre 4.2 a 5.6, que respeitam o pH fisiológico, tornando a vagina livre de bactérias e outros agentes prejudiciais à saúde.  Após o banho ou a higiene íntima local, seque cuidadosamente com uma toalha seca e limpa para evitar a proliferação de bactérias, fungos e vírus. Não deve utilizar sprays, perfumes, talcos ou lenços umedecidos.

Algumas mulheres gostam de fazer a depilação da zona genital, o que pode ser feito desde que se respeite a sensibilidade dessa área. Também pode aparar o pelo púbico sem rapar.

 

Cuidados com as unhas dos bebês

Cortar as unhas do seu bebê pode causar aflição para as mães e inquietação para os pequenos, porém é um cuidado necessário. O corte das unhas com frequência, além de um hábito de higiene, previne que o bebê não se arranhe.

Logo após o nascimento, as unhas dos bebês podem ser cortadas, bem como sempre que estiverem grandes o suficiente para machucar o bebê: uma 1 vez por semana é o recomendado.

cortar a unha do bebê nasce mother care

Antes de começar, lave bem as suas mãos e as do bebê. A tesoura ou cortador infantis precisam ser esterilizados, e no caso da tesoura prefira as com ponta redonda para evitar acidentes.

Corte a unha o mais reto possível, sem cortar muito os cantos que tendem a inflamar ou encravar com mais facilidade. Você pode utilizar uma lixa para eliminar o máximo das pontas. Lembre-se que esses materiais precisam ser de uso exclusivo do bebê.

A unha do bebê nos primeiros meses é bem molinha, parecendo com a textura da pele amolecida pela água, por isso tome cuidado para não cortar demais ou machucar a pele do bebê.

Você pode preferir cortar as unhas do seu filho quando ele adormecer, assim ele não baterá com as mãos e pés, dificultando a tarefa.

Lista de cuidados para a estadia no hosital

Antes de sair correndo para a maternidade ao sentir as primeiras contrações, as futuras mamães sabem que é preciso ter uma mala com os itens essenciais durante a estadia no hospital. Porém, é preciso já estar ciente também de outro item fundamental: os cuidados com a higiene no local.

Enquanto você estiver no hospital, estará mais suscetível aos super germes, germes que são resistentes a antibióticos, vírus e bactérias. Gestantes e bebês têm um risco maior porque os seus sistemas imunológicos são, geralmente, menos capazes de barrar os germes.

Para a proteção de ambos, o método mais simples e prático é uma lavagem frequente das mãos. E esse cuidado deve ser estendido também a todos os familiares e amigos nas visitas. Ter por perto um higienizador de mãos para quem entrar e sair do quarto é o indicado. Para garantir mais cuidados, a equipe do hospital deverá usar luvas protetoras ou um higienizador de mãos antes de tocar em você ou no bebê.

Outra dica é tomar um banho em casa e lavar bem o seu cabelo antes de ir ao hospital. Na tradicional mala da gestante, deixe apenas os pertences essenciais para você e o bebê.  Os pijamas e demais roupas devem estar limpos e um chinelo de pano confortável é o indicado para os pés.

Se você ficar mais dias no hospital após o nascimento, lave as mãos antes de comer ou tocar no bebê e depois de ir ao banheiro. Em casa, a regra também é válida. Além disso, lave as roupas em alta temperatura ou com um desinfetante de roupas. As de cama, toalhas e panos de prato devem ser lavados frequentemente.

E você, tem mais alguma dica de higiene para compartilhar com as futuras mamães?

%d blogueiros gostam disto: