Estomatite infantil

A estomatite trata-se de uma inflamação na região da boca, provocada por um vírus e que se caracteriza pelo aparecimento de aftas, acompanhadas de dor, febre e muito desconforto.

Não é à toa que as crianças ficam irritadas e com dificuldade de se alimentar, assustando as mamães.

A maioria dos casos de estomatite infantil afeta não só a boca da criança, mas também pode atingir a garganta e esôfago. Normalmente, o vírus responsável é o da herpes simples (HSV-1), se aproveitam de momentos de baixa imunidade, provocados por uma gripe, por exemplo, para entrar em ação, por isso, no outono e no inverno, os episódios são mais frequentes, por ser uma temporada de gripes e resfriados que torna o sistema imunológico mais vulnerável.

O contágio pode acontecer por contato pele a pele e também pelo fato de colocar a mão suja na boca, por isso é importante lavar as mãos das crianças com frequência e procurar evitar que ele coloque os brinquedos na boca.

Diagnosticar a estomatite infantil é relativamente simples, um pediatra pode detectar com facilidade com um exame clínico simples.

O tratamento da estomatite infantil é feito a base de analgésicos que tem por objetivo de aliviar as  dores e mantendo a boca do bebê sempre limpa. As crises de estomatite podem durar de uma semana a dez dias mas abrandando com o passar do tempo.

Durante o tratamento, a alimentação do bebê vai exigir alguns cuidados especiais, por isso, é importante evitar alimentos ácidos, optar por refeições pastosos ou líquidos como sopas e procurar alimentos mais frios, facilitando para o bebê ingerir.

 

Anúncios

Pré-natal odontológico

Muitas gestantes não sabem, mas um pré-natal odontológico para que a saúde bucal da gestante seja mantida é fundamental, pois, a nossa  boca é uma entrada para várias doenças, e não deve ser desassociada da saúde da mãe e do bebê.

A mulher apresenta muitas alterações hormonais durante a gestação, podendo haver inflamação na gengiva e, consequentemente, sangramento, o que é muito comum entre as mamães.  

As gestantes normalmente fazem refeições mais vezes por dia, o que fará, naturalmente, que alimentos com carboidratos (açúcares) sejam mais ingeridos, podendo levar ao aparecimento de cáries, e também sofrer de azia. Nesse caso, o ácido que “volta” do estômago para a boca pode prejudicar os dentes.

As consultas com um dentista podem ocorrer em qualquer momento da gestação, mas o período mais indicado é o segundo trimestre. O terceiro trimestre da gestante não é muito indicado para tratamentos dentários, pois há um maior risco de parto prematuro e causa um desconforto maior para a paciente devido à posição deitada da cadeira odontológica.

Durante os atendimentos odontológicos, alguns cuidados devem ser tomados. As radiografias só devem ser feitas em casos indispensáveis e ao receitar medicamentos, o profissional deve ser cuidadoso, pois os componentes dos medicamentos atravessam a barreira placentária e chegam ao feto.

Caso precise fazer algum tratamento que usa anestesia, não se preocupe, existem anestesias apropriadas para grávidas, são mais seguras pois não contam com  substâncias que provocam estreitamento dos vasos sanguíneos, presentes nas anestesias comuns.

Os hábitos de higiene bucal e uma boa alimentação devem ser adotados desde antes da gravidez, pois o nível de saúde bucal da mãe tem relação com a saúde bucal da criança e ambos estão ligadas diretamente a uma boa saúde geral.

 

Cuidando da higiene bucal do bebê

Um momento especial na vida dos pais é quando começa a surgir os primeiros dentinhos do bebê. Apesar do incômodo causado para a criança, é realmente muito prazeroso ver que seu filho está se desenvolvendo de maneira saudável. Para que ele tenha uma perfeita saúde bucal é necessário tomar alguns cuidados.

06 - blog

Você já deve cuidar da higiene da boca do bebê mesmo antes de nascer o primeiro dente, assim ele já vai se acostumando com a limpeza, que pode ser feita com uma gaze ou com fraldinhas de pano, sem creme dental.

O primeiro dentinho geralmente nasce na gengiva inferior, na parte da frente, entre o sexto mês e o primeiro ano de vida. O segundo dentinho deve surgir depois de duas ou três semanas, também na parte inferior. A partir do surgimento dos primeiros dentes você já pode começar a usar uma escova com cerdas bem macias e a cabeça pequena, que permita alcançar facilmente todas as partes da boca.

Algumas dicas para ajudar você:

  • Escove os dentes do bebê duas vezes por dia, de manhã e antes da hora de dormir;
  • A quantidade de pasta com flúor deve ser pequena, apenas “suje” a escova;
  • Faça movimentos suaves de escovação;
  • Troque a escova quando as cerdas ficarem gastas;
  • Não se preocupe com o fio dental, nesta fase os dentes da criança possuem espaço suficiente entre si.

Higiene bucal do bebê (mesmo sem dentinhos)

Mesmos sem os primeiros dentinhos, a higiene da boca do bebê precisa ser feita. Sabemos que os primeiros dentes, chamados de dentes de leite, têm uma vida curta com o bebê e ainda não são os definitivos, mas o cuidado deve ser diário e ensinado ao seu filho desde cedo.

Após cada mamada a higiene bucal pode ser feita. O uso de uma dedeira de silicone para fazer a limpeza da gengiva é a mais indicada, porém você também pode utilizar uma gaze ou uma fralda molhada em água filtrada ou fervida.

Passe por toda a boca do bebê, limpando gengiva, bochechas e língua. Desta forma, ele também vai se acostumando com o hábito de higiene bucal e se prepara melhor para quando o primeiro dentinho aparecer.

E quando uma bolinha branca aparecer na gengiva do seu filho, será o primeiro dentinho?

O calendário indica que não. Ainda faltam três meses para o sorriso do bebê se formar. O intruso, nesse caso, pode ter outro nome: nódulo de Bohn. Essas pequenas estruturas, para o alívio dos pais e das mães, não são malignas e costumam desaparecer rapidamente.

higiene bucal mesmo sem dentes bebê nasce mother care porto alegre

E quando os dentes aparecem?

Então, a dedeira ou gaze é cuidadosamente substituída pela escova de dente infantil. O creme dental deve ser introduzido apenas mais tarde e sob orientação odontopediátrica, pois o bebê ainda não tem condições de absorver o flúor contido nesses materiais.

Faça a higiene apenas com água filtrada e com carinho, para mostrar ao seu filho o quanto esse momento é importante e necessário.

 

Cuidado: Cárie de mamadeira

Até os três anos de idade cerca de 60% das crianças sofrem com a chama cárie de mamadeira. Ela acontece, muitas vezes, em decorrência da alimentação noturna da criança, seja o leite materno ou alimentos sólidos, seguida do sono sem a devida higienização bucal.

Prevenção de cárie começa na gestação

O Acompanhamento Pré-Natal tem o objetivo de assistir a gestante durante os nove meses da gestação, visando sua saúde geral e ao crescimento do bebê sem surpresas ou alterações, além da detecção e tratamento precoce de doenças, anomalias ou condições que causem danos a ambos.

pno1

Neste contexto está o Pré-Natal Odontológico, que é importante e fundamental para orientar, esclarecer dúvidas, detectar e tratar doenças ou condições bucais que possam comprometer a saúde da mãe e/ou do seu bebê

Existe isso? Doença na boca da mãe pode afetar um bebê dentro da barriga?

“Começando do começo…”, a maioria das gestantes sofre com enjoos!

Nas gestantes, as alterações hormonais, que elevam os níveis de progesterona e estrógeno, e os enjoos e vômitos freqüentes, aumentam a acidez bucal e favorecem o desenvolvimento das bactérias na boca. Assim, os dentes e toda a mucosa ficam mais vulneráveis às cáries e às infecções na gengiva e estruturas que sustentam os dentes (chamamos de periodonto).

Lembrando que estar mais vulnerável não significa que toda gestante terá à infecção, a doença. A inflamação ou infecção na boca apenas desencadeia-se na presença de placa bacteriana, independente de se estar grávida ou não.

E, para não ter a infecção, não ter a cárie, não ter as bactérias é necessário evitá-las com uma excelente Higiene Bucal e alimentação balanceada.

Portanto, vamos praticar a escovação, uso do fio-dental, bochechos e visitas periódicas ao Dentista.

Venha tirar suas dúvidas com um profissional especialista nessa área
e aprenda a cuidar da melhor forma possível da vida que está nascendo e crescendo dentro de você!
Saiba mais: http://doutorrafael.com.br/category/gestantes/

 

Escreva seu endereço de email para receber atualizações.

Junte-se a 1.185 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: