Dia Mundial da Amamentação

Hoje é o Dia Mundial da Amamentação!

Um ato de carinho entre mãe e filho que simboliza crescimento, amor e cumplicidade.

Em 1º de agosto é comemorado o Dia Mundial da Amamentação, data criada em 1992 pela Aliança Mundial de Ação pró-amamentação (World Alliance for Breastfeeding Action – WABA) com a finalidade de promover o aleitamento materno e a criação de bancos de leite, garantindo, assim, melhor qualidade de vida para crianças em todo o mundo.

Evitando o desmame precoce

O desmame precoce acontece quando o bebê larga o peito materno antes dos 6 meses de vida. Esse fato torna-se, para muitas mães, um grande frustração, pois a amamentação é um momento de criação de vínculo entre mãe e bebê.

desmame precose nasce centro de atendimento a gestante

Há muito motivos para que o desmame aconteça, algumas sem explicação. Todavia, preparamos algumas dicas para que você e o bebê tenham mais tempos juntos por meio da amamentação:

A preparação para amamentar é fundamental:  
A amamentação não é algo fácil para todas as mães, apesar de ser algo instintivo para a mãe do pequeno, é necessário ter paciência, pois em ambos os lados é preciso ter aprendizado.
Hoje, há cursos que explicam melhor sobre amamentação. No Nasce, inclusive, temos o nosso parceiro Amamenta, consultório especializado no apoio a amamentação.

Beba bastante água e relaxe:
Você precisa se hidratar tomando muita água, assim a produção de leite será mais eficaz para que você possa oferecer para o seu filho sempre que ele quiser.

Deixe o seu filho escolher os horários:

O bebê tem que mamar quando e quanto quiser. Quanto mais ele for amamentado, mais leite será produzido.

Entenda a pegada do seu filho:

Um bebê que pega bem o seio da mãe para mamar estimula mais a produção. Se a pegada não for boa, a mulher desenvolve fissura. Se isso não for cuidado, doerá e, consequentemente, o seu filho mamará menos. O que pode ocasionar em um desmame precoce.

Não confunda o bebê:

Até os 6 meses o bebê deve mamar apenas no peito materno. Mamadeiras ou bicos de silicones podem confundir a criança e atrapalhá-la durante a amamentação.

Acredite em você e em quem você ama:

O apoio da sua família e do seu parceiro sempre são muito importantes. Pode parecer difícil no inicio, mas amamentar é uma das melhores partes de ser mãe.

Amamentação prolongada

A Organização Mundial da Saúde recomenda que a amamentação deve ser exclusiva até os 6 meses, o que significa que o bebê só deve receber leite materno até lá, e complementar com outros alimentos até os 2 anos ou mais.

É importante que o desmame seja feito de forma natural, quando o bebê e a mãe acharem conveniente. Algumas mães optam, ainda, por prolongar a amamentação, o que pode trazer benefícios para o bebê.

amamentação prolongada

Algumas vantagens:

  • Rico em vitaminas:

A Unicef afirma que no segundo ano de vida, 500 ml de leite materno fornecem 95% das necessidades de vitamina C, 45% das de vitamina A, 38% de proteína e 31% do total de energia que uma criança precisa diariamente. E, mesmo depois dos 2 anos, o leite materno ainda é uma importante fonte de nutrientes.

  • Fonte de inteligência

Na Nova Zelândia, pesquisadores conduziram um estudo que mostrou que crianças amamentadas por mais tempo têm melhores resultados na escola. David M. Ferguson e L. Jonh Horwood, autores da pesquisa, defendem a ideia de que as gorduras insaturadas encontradas no leite humano são importantes para o crescimento do cérebro e do sistema nervoso.

  • Saúde para a mãe e para o bebê

Para o bebê, mamar diminui o risco de alergias, afinal o leite materno tem todas as vitaminas e nutrientes necessários. Uma criança que mama nuca ficará mal alimentada. Para a mãe, a  amamentação reduz os riscos de câncer de mama, reduz a incidência de osteoporose e diminui riscos de câncer de útero e de ovário.

  • Musculatura da face

A sucção que o bebê faz ao mamar mexe com toda a musculatura da face e boca, favorecendo funções da respiração e deglutição.

  • Segurança e vínculo

Muitos dizem que as crianças maiores que ainda mamam ficam mais dependentes da mãe, mas o ato de amamentar traz mais segurança e confiança para o pequeno, que aprende desde cedo a tomar as suas decisões.

%d blogueiros gostam disto: