Verão: Protetor solar e repelente para bebês

PROTETOR SOLAR

O verão é uma das estações mais aguardados do ano, férias, praia, sol. Opa! Falando em sol, este é um dos fatores que mais nos preocupa na hora de sair com o bebê até a praia.

Sabemos que pegar sol é importante por ser uma fonte de vitamina D. Porém devemos cuidar a exposição ao sol dos bebês. Apenas 20 minutos de banho de sol já é suficiente, e este deve ser tomado antes das 10 horas da manhã e após as 16h da tarde, período em que a intensidade dos raios ultravioleta é menor.

A exposição solar demasiada na infância pode provocar desidratação, lesões de pele, além de aumentar o risco de câncer de pele na idade adulta.

Por isso, para os bebês de até 6 meses não devemos usar nenhum tipo de produto químico bloqueador ou protetor solar. Isto porque a pele dos pequenos é muito fina e delicada, sujeita a processos alérgicos, além de absorver maior quantidade dos produtos aplicados e poder gerar intoxicação.

Após os 6 meses e até os 2 anos você já pode utilizar bloqueadores solares, preferencialmente os de ação física, que protege contra os raios UVA e UVB. Use sempre um produto próprio para crianças nessa idade, geralmente identificados com a palavra Baby, com FPS mínimo de 30.

Mas atenção!
Teste o protetor solar em uma área pequena do corpo do bebê durante uns 20 min antes de sair com ele. Assim, você garantirá que o bebê não terá nenhuma reação alérgica na pele.

 

REPELENTE

Com a preocupação cada vez maior por conta do Aedes Aegypti, transmissor da Dengue e do Zika Vírus, as mães procuram por soluções para evitar as picadas de mosquitos nos pequenos.
Mas, infelizmente não temos muitas opções para os bebês pequenos, uma vez que a Anvisa só autoriza o uso dos repelentes para maiores de 2 anos de idade.

A recomendação é de cobrir o corpo dos bebês com roupas de tecido leve e claro, como calças e body de manga comprida. As janelas das casas devem receber tela e berços e carrinhos devem ser cobertos com mosqueteiros sempre que preciso.

Cuidado também como o uso direto de inseticidas em spray, de uso em tomada e os repelentes naturais.

Consulte o pediatra sobre os repelentes como princípio ativo o IR 3535, que está sendo autorizado para bebês acima de 6 meses. A sua aplicação deve ser feita apenas nas áreas expostas do corpo, onde não houver cobertura de tecido, para diminuir a quantidade de produto absorvida pela pele dos pequenos.

Prefira as formulas com creme, pois as em spray e aerossol possuem partículas que podem ficar circulando no ar e ser inaladas pelos pequenos.

Anúncios

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Escreva seu endereço de email para receber atualizações.

Junte-se a 1.178 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: