Respiração na gestação

Respirar já é algo automático para nós, quase não pensamos para fazer esse processo tão importante. Porém, é necessário respirarmos de maneira correta para aliviar a ansiedade, principalmente as gestantes que estão em um momento especial de suas vidas.

Estudos vêm mostrando que a ansiedade gerada pela gravidez e a dor do trabalho de parto são amenizadas através de técnicas respiratórias.

Durante a gravidez o ideal é que a futura mamãe realize a respiração diafragmática. Por isso, muitas precisam reaprender este tipo de respiração para aproveitarem seus benefícios, que vão desde o relaxamento muscular, redução de ansiedade e alívio de dores até a melhora da oxigenação da mãe e do bebê.

A respiração diafragmática consiste na contração do diafragma ao início de cada inspiração, o ar é puxado para dentro dos pulmões e o abdome se expande. Já quando o diafragma relaxa o ar sai e o abdome volta para dentro.

 

respiração na gestanção nasce mother care

Tire uns minutos do seu dia, de preferência no período da manhã, para prestar atenção na sua respiração.

A técnica adequada para reduzir a dor durante o trabalho de parto e, ao mesmo tempo auxiliar na saída do bebê, é a seguinte:

Período de dilatação do colo uterino (pode durar cerca de 8 horas)

– Durante a fase latente (intervalo de 15 a 5 minutos entre as contrações): respiração mista lenta, com inspiração e expiração profundas, num ritmo natural. Imaginando que está “cheirando uma flor e assoprando uma vela”.

– Durante a fase ativa (intervalo menor do que 3 minutos entre as contrações): respiração torácica lenta, com inspiração e expiração profundas e longas, num ritmo natural, direcionando a respiração para a região torácica. Desta forma, o diafragma inicia a pressão para empurrar o bebê para baixo.

Período expulsivo (dura entre 30 minutos e 1 hora)

– Durante as contrações: respiração com força abdominal. Deve inspirar, prender a respiração e realizar força empurrando para baixo, como se fosse evacuar.

– Durante o intervalo entre as contrações: respiração diafragmática. Estufando a barriga, lembram?

É importantíssimo que, ainda durante a gravidez, seja realizado o treino das respirações que serão utilizadas durante o parto para que sua realização seja mais eficaz e seus benefícios possam ser, de fato, obtidos.

Fonte: Eu, ele e as crianças

 

Anúncios

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Escreva seu endereço de email para receber atualizações.

Junte-se a 1.177 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: