Cama compartilhada: sim ou não?

Quando o bebê chega, o desejo de proteção faz com que as mães queiram tê-lo bem pertinho, no colo, no sling ou dormindo juntinho na cama.

A cama compartilhada é uma realidade controversa na vida de várias mães (e vários pais), e tem como principal benefício a sensação de segurança que pode deixar pais e bebês mais tranquilos e ajudar na amamentação. Entretanto, é preciso ter cuidados ao decidir dormir com o bebê, visto que os movimentos de quem dorme acabam não sendo controlados, o que pode causar até o sufocamento do pequeno.

bebe-dormindo1

 

Em uma recente pesquisa verificou-se que 74% dos falecimentos de bebês de 0 a 3 anos aconteceram em casos de camas compartilhadas. Alguns especialistas indicam que estes números tendem a ser maiores em casos em que um dos adultos faz uso de álcool ou medicamentos para dormir.

Cuidados com o berço também são necessários, evitando brinquedos pequenos que podem ser confundidos com a chupeta e levar o bebê a engasgar.

Quais seriam, então, as formas mais seguras para a hora do sono?

berco-co-sleeper

Uma opção é deixar o berço bem perto da cama da mãe, facilitando o processo de amamentação e troca de fraldas durante a noite. Outra é optar por berços acoplados à lateral da cama ou mini-berços, que deixam o bebê a alguns palmos de distância.

Já no berço, observe o travesseiro, dando preferência aos modelos com inclinação de 45°, e em dias frios dê preferência aos sacos de dormir, e não ao cobertor.

via | via

 

Follow my blog with Bloglovin

Anúncios

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Escreva seu endereço de email para receber atualizações.

Junte-se a 1.171 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: