Os perigos da rubéola durante a gravidez

A rubéola é bem comum durante a infância. Mas essa doença também pode ocorrer entre adultos. A causa é porque a imunidade ao vírus rubivírus só é adquirida após a segunda dose da vacina, muitas vezes deixada de lado.

Ao contrair a doença durante a gestação, o vírus atravessa a placenta e provoca alterações nos tecidos em formação do feto. Os sistemas mais atingidos são o cardíaco e nervoso. Os olhos também podem ser atingidos, causando catarata congênita. A rubéola pode provocar surdez, retardamento mental e até interromper a gestação.

O maior desafio está em detectar a doença na gravidez, já que em muitos casos ela não apresenta sintomas visíveis: a mulher só fica sabendo ao dar a luz, quando o feto já apresenta algum problema. Só em algumas pessoas surgem pequenas manchas vermelhas na pele, febre, dor nas articulações e aumento dos gânglios. Porém, febre baixa e congestão nasal estão entre os principais indícios e não devem ser confundidos com gripe.

Por isso, é essencial antes da gravidez fazer um teste sorológico, disponível na rede pública de saúde, para checar sua imunidade ao rubivírus. Em caso de não estar imune, deve tomar a vacina.

Anúncios

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Escreva seu endereço de email para receber atualizações.

Junte-se a 1.175 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: