Descubra os benefícios da caminhada durante a gestação!

Durante a gravidez, é vital que a futura mãe mantenha uma rotina de exercícios físicos moderados, como caminhadas, ioga ou pilates. Mas é importante não exagerar, para não prejudicar a sua saúde e o crescimento do seu bebê.


Os benefícios de caminhar para mulheres grávidas


Caminhar é um dos exercícios mais fáceis de praticar, independentemente da idade, peso ou condicionamento físico. Além disso, uma vez que não requer um ginásio ou equipamento específico, pode ser praticado em qualquer ambiente a qualquer hora do dia.
Além de prático, simples e barato, a caminhada também oferece múltiplos benefícios à saúde para mulheres grávidas.  Como:

 

  • Melhor gestão do peso durante a gestação;
  • Melhorar a circulação sanguínea;
  • Regular o ritmo cardíaco e respiratório;
  • Melhora a autoestima;
  • Gravidez mais saudável;
  • Caminha facilita o parto e sua recuperação pós parto.

 

Para determinar a quantidade de exercício que a futura mãe deve realizar, há muitas variáveis ​​que influenciam. É o médico que determina o quanto uma mulher grávida deve andar a cada dia.

Em geral, uma hora de caminhada diária é necessária durante os 8 meses de gestação, para aumentar os benefícios do exercício. Esses 60 minutos devem ser divididos em 3, 4 ou 5 sessões, sempre com ritmo regular e intervalos para descanso.

Sempre leve uma garrafa de água para repor o líquido durante a atividade. A hidratação é importantíssima para o bebê e para a gestante.

Nunca comece uma atividade física sem a orientação do seu médico, cada gestante tem suas particularidades e devem ser seguidas por um profissional qualificado.

Bons exercícios!

Anúncios

Saiba agasalhar seu filho no inverno

Já entramos no outono, agora a temperatura começa a cair e logo chegaremos no inverno.

É comum nessa época, principalmente para mães de primeira viagem, surgirem dúvidas sobre como agasalhar seu filho e como saber se ele está com frio ou calor. Por isso preparamos este material para lhe ajudar.

 

Uma peça muito importante é a camiseta interna, ela mantém o corpo protegido da mudança de temperatura. O melhor é utilizar o algodão porque não geram alergias e permitem que o corpo respire; o mesmo acontece no caso das calças.

Em segundo lugar, há muitas opções em termos de acessórios para as extremidades: as principais são a touca, as meias e as luvas. Estes últimos são opcionais se o bebê estiver em casa; Os especialistas recomendam que os recém-nascidos tenham as mãos livres para ter contato com o meio ambiente.

 

Dicas para vestir seu bebê

Um dos métodos mais recomendados é o da cebola. Vista seu bebê por camadas, começando pela camiseta interna, calças, meias e gorro. Por cima, você pode cobrir  seu filho com um suéter ou casaco com capuz, principalmente se for sair para a rua.

Este método facilita a mudança de roupa ou apenas a retirada de uma peça, caso o clima mude repentinamente.

Uma peça a mais

Os pequenos sentem apenas um pouco mais frio que os adultos. Então a regra de por uma peça a mais de roupa nos pequenos é uma boa dica.

A melhor maneira de medir a temperatura corporal de um bebê é tocando em seu pescoço, não é aconselhado considerar a temperatura das mãos ou do pé, pois as extremidades normalmente são mais frias.

 

Principais acessórios para o inverno

É importante sempre planejar bem quando for sair com o bebê, desde as roupas extras que levará, o trajeto que fará e onde ficará quando chegar no seu destino.

 

 

  • Casaco com capuz. Principalmente se o passeio for a pé, assim, ele ficará abrigado do vento.
  • Cobertor de lã. As mantas são sempre ótimas aliadas.
  • Forro para os carrinho.  Os protetores, aquelas abas do carrinho de bebê que se projetam para frente, são uma excelente opção para manter o ambiente agradável e quente, pois evitam que haja corrente de ar passando pelo bebê.

 

 

Conheça os benefícios da música para os bebês

É comum nas casa onde tem bebês e crianças pequenas tocar músicas infantis, dvds de canções e desenhos, mas muitas vezes isto é utilizado como uma estratégia para deixar a criança ocupada, distraída. Mas os benefícios da música vai muito além da distração.

Nas últimas décadas, a comunidade científica mostrou grande interesse em investigar os efeitos benéficos da música em bebês e crianças. A iniciação musical pode começar na própria casa. As crianças podem aprender sons e ritmos, simplesmente ouvindo músicas de crianças ou pais batendo palmas enquanto a música toca.

Cantar músicas para bebês e ouvir música com eles, além de produzir mudanças no nível fisiológico, desenvolve um forte vínculo afetivo, o que estimula sua inteligência emocional. Do mesmo modo, no nível psicológico, desperta, estimula e desenvolve emoções e sentimentos.

Os estudos refletem que a música favorece a capacidade das crianças de atenção e concentração, aumentando assim seu desempenho na escola. A música estimula memória, análise, síntese e raciocínio, e, portanto, a aprendizagem.


A música tem o dom de juntar as pessoas. A criança que vive em contato com a música aprende a coexistir de maneira melhor com outras crianças, estabelecendo uma comunicação mais harmoniosa. Conheça os quatro principais benefícios da música para as crianças.

1. Segurança: segurança emocional, confiança, porque se sentem entendidas ao compartilhar músicas e imersas em um clima de ajuda, colaboração e respeito mútuo.

2. Aprendizagem: o estágio da alfabetização infantil é mais estimulado com a música. Através das canções das crianças, em que as sílabas são rimadas e repetitivas, e acompanhadas de gestos que são feitos ao cantar, a criança melhora sua maneira de falar e entender o significado de cada palavra. E assim, será alfabetizado de forma mais rápida.

3. Concentração: a música também é benéfica para a criança em termos de poder de concentração, além de melhorar sua capacidade de aprender em matemática. A música é pura matemática. Além disso, facilita as crianças aprendendo outras línguas, aumentando sua memória.

4. Expressão corporal: com a música, a expressão corporal do filho é mais estimulada. Eles usam novos recursos para adaptar seu movimento corporal aos ritmos de diferentes trabalhos, contribuindo desse modo para o fortalecimento do controle rítmico de seu corpo. Através da música, a criança pode melhorar sua coordenação e combinar uma série de comportamentos. Deite de costas e mova-os para que ele possa dançar enquanto canta para ele. Você pode carregar e abraçar no seu colo cantando ritmos de outras crianças.

Aprenda uma decoração simples e linda!


Decorar o quartinho do bebê é um momento mágico para toda a família, sempre queremos o melhor para o nosso filho, desde os móveis até a pintura que enfeitará as paredes. É pensando neste ponto que resolvemos trazer uma decoração realmente simples e rápida de ser feita, e o melhor, o resultado é lindo.


A decoração é realizada através da técnica do stencil (molde), que facilita muito a aplicação do desenho na parede. Separamos um breve passo a passo em 3 etapas para a realização desta incrível decoração.

PASSO 1

Para realizar o primeiro passo basta você ter um pedaço de papelão, uma caneta e um estilete ou tesoura.

Para facilitar ainda mais o trabalho, você pode imprimir o molde da arte que você gostaria de colocar na parede, neste caso vamos utilizar uma nuvem, mas para a criatividade não existe limites.

Desenhe a arte no papelão e logo após recorte-o, deixando o papelão como molde do desenho que você escolheu.

PASSO 2

Com a ajuda de uma régua e uma fita adesiva,  fixe o molde na posição correta em que você gostaria que o desenho ficasse gravado na parede. Lembre-se que você pode aplicar o mesmo modelo mais de uma vez.

 

PASSO 3

Com o molde do desenho fixado na parede, é hora de pegar o pincel e a tinta para passar o desenho para a parede, se preferir, você pode realizar o contorno com um lápis.

Umedeça o pincel na tinta e levemente faça o contorno do papelão, neste momento não é necessário aplicar muita tinta no pincel, esta é a hora de apenas contornar o molde, deixando os limites do desenho marcados na parede. Após o contorno do molde, você pode retirar o papelão da parede e cobrir o restante do desenho com a tinta.

Pronto, cumprindo apenas 3 passos, a parede do seu filho já ganha outro aspecto e deixa o ambiente de cara nova. Para facilitar a compreensão do processo você pode acompanhar a imagem abaixo.

Agora é só colocar a mão na massa!


Viagens longas – como evitar o tédio

Estamos no verão e o fim de semana do carnaval está chegando, nesta época é normal as famílias pegarem a estrada e dar uma fugida da rotina da cidade e relaxar em alguma praia – ou festejar – . Então surge uma questão: como deixar os pequenos entretidos durante a viajem?

Esta é uma questão comum e complicada, ninguém quer viajar, principalmente de carro, com  uma aos berros e gritos, porque sabemos muito bem que isso atordoa e pode tirar a concentração de quem está no volante.

Neste post vamos dar algumas dicas para melhorar e evitar problemas em sua viagem.


Bem-estar nas viagens

Existem alguns fatores que podem interferir no bem-estar e na harmonia de sua viagem,  por isso é muito importante saber separar e organizar as malas, escolher bem os materiais que irão na mala e os que estarão na bolsa de mão, às vezes a solução de todos os problemas pode estar  aí, dentro da sua bolsa.

 

COMODIDADE

Um dos principais fatores que podem influenciar em sua viagem é a comodidade. Estar horas na mesma posição pode ser extremamente incômodo se você não tiver se preparado bem para isso, portanto, se atente à alguns detalhes:

– Assento confortável;

–  Roupas cômodas;

– Temperatura agradável;

– Almofada/travesseiro para poder dormir;

– Estar com os jogos preferidos.

 

ENTRETENIMENTO

É compreensível, que, para uma criança que está sempre brincando, ficar horas em um carro ou avião pode ser uma tarefa muito difícil e chata, mas é nessas horas que agradecemos por existir alguns aliados, como a tecnologia.

– Celulares e outros dispositivos serão seu grande aliado neste caso, nada como colocar um vídeo, filme ou música para deixar o pequeno hipnotizado;

– Jogo eletrônicos também farão o seu filho passar horas sem perceber a viagem;

– Caso a estratégia de usar os eletrônicos não dê mais certo, nada como o bom e velho livro, neste caso você pode criar também atividades e jogos para manter o seu filho entretido.

 

COMIDA

Sabemos muito bem a fome deixa qualquer um estressado, então outra dica é se organizar e planejar um lanche durante a viagem, esta idéia pode evitar gritos e choros.

Se você não pretende alongar mais ainda a viagem, levar sanduíches, biscoitos, suco e água é uma excelente opção. Caso prefira, você pode planejar uma (ou mais) parada em algum estabelecimento que goste para comer, e assim, aproveitar para esticar um pouco as pernas e ir ao banheiro.



O importante na viagem e família e a diversão, aproveitar momentos únicos e ainda conhecer lugares novos.
Não tenha pressa de chegar ao destino final, viaje com calma e tranquilidade, nenhum destino vale mais do que o bem-estar de sua família.

BOA VIAGEM E FELIZ CARNAVAL!

Conheças os benefícios da natação para o seu bebê

A água faz com que os bebês se sintam em liberdade e “em casa”, já que para eles é um ambiente natural, pois ficaram nove meses submersos no ventre da mãe.

A natação para bebês na verdade pouco tem a ver com aprender a nadar, já que eles são muito pequenos para ter autonomia e realizar os movimentos da natação. O primeiro passo é fazer com que a criança  aprenda a se ambientar na água, a movimentar-se e brincar.

 

Com que idade se pode começar?

Normalmente os cursos são fornecidos a partir do sexto mês, mas antes deste período você pode praticar com seu filho em uma banheira, com uma temperatura de água agradável, sempre o segurando e supervisionando, assim ele irá se acostumando com o contato com a água.

O curso deve ser regido por um especialista na área e o bebê deve sempre entrar na água acompanhado de um dos pais.


Benefícios para a criança

 

  • Melhora a coordenação, o equilíbrio e a noção de espaço;
  • Melhora a resistência do bebê, trazendo benefícios cardiovasculares;
  • Os exercícios realizados na água em uma temperatura agradável, relaxa a criança e aumenta o seu apetite;
  • Regulariza o sono;
  • Os exercícios fortalecem a musculatura, favorecendo o desenvolvimento precoce de habilidades psicomotoras, como engatinhar e caminhar.

 

Desenvolvimento psicológico

 

  • Segurança: o bebê se sente seguro, pois sabe que sua mãe ou seu pai está cuidando dele, e este confiança aumenta os laços familiares;
  • O bebê desenvolve o sentido de autoconfiança e liberdade, pois pode se movimentar pela água;
  • Esta confiança em si mesmo o ajudará na comunicação e convívio com outras crianças.

O contato com outras crianças, ajudará o bebê a iniciar sua socialização, ele  aprenderá a compartilhar brinquedos e a brincar junto a outras crianças.

Problemas para dormir na noite? Temos a solução!

Um dos principais desafios para os pais de crianças pequenas é a hora de botar o filho para dormir. Mas calma, isso acontece com muitos pais e aqui vamos lhe ajudar a ter uma noite tranquila de sono.


Muitas vezes, tudo que queremos  é chegar em casa depois de um longo dia de trabalho e descansar em uma cama confortável, mas o seu desejo pode não ser compatível com o do seu filho, já que ele quer ficar acordado (e muitas vezes brincar).

É comum que bebês durmam bastante durante o dia e passem partes da noite/madrugada acordados, eles ainda estão se adaptando a nossa rotina, o sono mais regulado começa a partir dos 6 meses, normalmente.

A principal dica é: Criar uma rotina



É bom você deixar a luz solar entrar no ambiente enquanto ele estiver dormindo durante a tarde e manter o ambiente mais escuro quando for de noite. Repita este procedimento com regularidade. Esta rotina vai fazer com que seu filho possa começar a diferenciar o dia da noite.


Não alimente o bebê momentos antes de dormir.

Quando a hora de dormir estiver se aproximando, é bom você começar o “ritual do sono”, afaste o bebê da sala, que é normalmente o ambiente mais movimentado e barulhento da casa, dê um banho quentinho no seu pequeno, fazer uma massagem relaxante é um ótimo conselho, ponha um pijama, dô o jantar, acalme ele um pouco e ele estará pronto para dormir.

Conforme seu filho for crescendo, está rotina terá que ir se adaptando para as horas de sono recomendadas para cada idade. Neste caso você terá que estimular mais brincadeiras e atividades durante o dia, evitando este sono na parte da tarde.

Outro detalhe que pode fazer a diferença para uma ótima noite de sono, sua e do bebê, é a hora de botar a criança no berço. Se a criança pegou no sono em seus braços ou no seu quarto e no meio da noite acordar em uma outra cama, em um outro ambiente, longe da mãe, é normal a criança estranhar e se sentir insegura e começar a chorar.
A partir do sexto mês, você pode acostumar a criança a dormir sozinha. Ponha ela acordada no berço, fique por perto, cante uma canção de ninar e saia do quarto, assim, ela estará calma, e pegará no sono. Caso ela acorde na madrugada ela estará no mesmo ambiente, evitando o susto.

Brinquedos que ajudam no desenvolvimento do seu bebê

 

Brincar é uma atividade fundamental para o desenvolvimento da criança, é assim que ela vai criar suas primeiras percepções do mundo que a rodeia, conhecendo formas, cores, texturas, objetos e suas funções. É também, nas brincadeiras, que o pequeno irá aprender a se relacionar e criar os primeiros vínculos emocionais com outras crianças.


É comum vermos crianças brincando, muitas vezes esta é uma forma de “escape” para os pais, deixando a criança entretida enquanto eles podem realizar outras atividades. Porém, os brinquedos são mais que entretenimento, eles podem definir o futuro profissional de seu filho. “O cérebro se desenvolve desde o nascimento até a vida adulta. Os genes fornecem o projeto básico para esse progresso, mas as experiências dos primeiros anos de vida afetam o modo como ele é colocado em ação. Se elas são positivas, felizes, a arquitetura do cérebro da criança constrói uma fundação forte para o aprendizado, o comportamento e a saúde. A brincadeira é uma dessas experiências basilares, e os bebês já são capazes de reconhecê-la poucos dias depois do nascimento”, explica o pediatra Jack P. Shonkof, diretor do Centro de Desenvolvimento Infantil da Universidade de Harvard (EUA).

 

Escolher o brinquedo certo para a idade do seu filho é muito importante para que ele se adapte a suas capacidades e habilidades.

Para lhe ajudar, criamos uma lista com os jogos ideais para cada fase do seu filho.

ATÉ 2 ANOS
Nesta fase, é importante estimular os sentidos do bebê, suas percepções sensoriais (olfato, paladar, som, tato e visão). A criança aprenderá sobre tamanhos, cores, formas, texturas.
Brinquedos grandes, coloridos, de encaixar e chocalhos são os recomendados.


A PARTIR DOS 36 MESES
As crianças começam a desenvolver sua criatividade e a fantasia, um brinquedo arredondado vira um telefone, por exemplo, e ela começará a imitar gestos dos pais e pessoas próximas. Nesta época brinquedos que o ajudem a montar seu mundo imaginário é importante.


Deve-se estimular as atividades corporais, desenvolvendo, assim, os movimentos. Brincar de bola, brinquedos infláveis, carrinhos de arrastar e uma ótima opção.

 

DE 5 A 7 ANOS

Esta é a fase da criação, deve-se estimular as habilidades manuais, que, além de ajudar na coordenação, o ajudará em sua criatividade. Abuse dos brinquedos de construir e montar, como Lego, por exemplo.

Brinque com jogos de que estimule a memória e cálculos mentais, tais como, jogo de memória, tabuleiro, jogos eletrônicos.

A PARTIR DOS 7 ANOS

Agora, seu filho já tem consciência da sociedade que vive e entende as regras de convivência, nesta fase é extremamente importante a interação e convívio com outras crianças, onde ele possa interagir e se sentir aceito em um grupo.
Uma ótima forma de se fazer isso é iniciar atividades esportivas.

Lista de presentes que toda grávida gostaria de receber

O Natal está chegando e nada como uma bela lista de presentes que serão de extrema utilidade para você ou para presentear uma gestante.
A lista contém aqueles ítens clássicos, que já é esperados por toda gestante, mas também presentes originais que facilitaram a vida da mamãe.

Vamos à lista!

1 – Roupas leves e confortáveis: principalmente nesta período de verão, as gestantes sofrem muito com as altas temperaturas e precisam usar roupas leves e confortáveis, para evitar os inchaços.

2-  Sutiã de amamentação: facilita muita a vida da mãe.

3- Wrap sling: são aquelas balsas carregadores de bebês, além de facilitar pois deixa as mãos livres, ainda ajuda a manter a postura.

4- Cremes hidratantes anti estrias: uma preocupação muito comum entre as gestantes é o cuidado com a sua pele e seu corpo, um kit com cremes pode ser um ótimo presente.

5- Cinta pós – parto.

6-  Cursos para gestantes.

7- Travesseiro para gestante: ótimo presente para as gestantes, principalmente no 3° trimestre de gestação, quando dormir confortável se torna uma tarefa difícil.

8- Dia de spa: este é um bom presente para as gestantes e para as recentes mamãe, um dia de cuidados, descanso e mimos fará qualquer mulher feliz.

9- Netflix: caso a gestante/mãe não tenha uma assinatura, este é um presente realmente interessante, pois tanto na gestação quando no pós parto, as mães passarão bastante tempo em casa, assim, poderão se entreter, ver documentários sobre os bebês.

10- Fraldas: é claro que não poderia faltar em nossa lista este material tão importante na vida das mães. Mesmo que ela já tenha um grande estoque, as crianças, em média, saem das fraldas a partir dos dois aninhos, isso significa que ela precisará realmente de muitas, de todos os tamanhos.

Grávida pode viajar de avião?

Estamos chegando no verão, aquela maravilhosa temporada de férias, onde podemos aproveitar o tempo livre e viajar. Agora vem a duvida: grávida pode andar de avião?



Para esta pergunta não existe uma resposta universal, cada caso é um caso, e deve, antes de tudo, ter a liberação do seu obstetra. Normalmente, em casos em que a gestante não tenha complicação médica (sangramentos, diabetes e pressão alta) ou histórico de partos prematuros, não há problemas em realizar a viagem.

O segundo trimestre da gestação é o período mais aconselhável para realizar a viagem, já que os órgãos do bebê estão mais desenvolvidos e não sofrerá com as mudanças de pressão. A partir da 36ª semana, a gestante só poderá embarcar com a presença de um médico obstetra.

É importante a gestante estar ciente de que cada companhia aérea tem uma política. Entre em contato com as companhias e saiba quais suportes eles disponibilizam para as gestantes e quais são as restrições e documentação necessária, já que na hora da compra de sua passagem nem sempre é perguntado/informado que se trata de uma gestante, assim, na hora do embarque eles poderão solicitar alguns documentos, como atestado médico da gestante e cartão pré-natal.

Dica para as gestantes:

  • Em voos mais longos, é importante a gestante beber bastante líquido e se movimentar bastante, abuse das idas ao banheiro. A falta de movimentação pode prejudicar a saúde, pois aumenta as chances de trombose.

 

  • Use meia compressora, ela ajuda a manter a circulação normal.

 

  • Use roupas leves e confortáveis.

 

  • Escolha assentos perto das asas, onde a estabilidade do avião é maior, evitando, assim, possíveis enjoos.

 

  • Escolha a poltrona do corredor, assim facilita as idas ao banheiro e sua movimentação, para evitar inchaços e câimbras.

 

  • Evite os destinos mais afastados (passeios na mata, trilhas, desertos), em caso de uma emergência médica é importante ter para onde ir o mais rápido possível.

 

  • Faça o seguro viagem, ele pode ser extremamente útil em caso de emergência médica.
%d blogueiros gostam disto: