Viagens longas – como evitar o tédio

Estamos no verão e o fim de semana do carnaval está chegando, nesta época é normal as famílias pegarem a estrada e dar uma fugida da rotina da cidade e relaxar em alguma praia – ou festejar – . Então surge uma questão: como deixar os pequenos entretidos durante a viajem?

Esta é uma questão comum e complicada, ninguém quer viajar, principalmente de carro, com  uma aos berros e gritos, porque sabemos muito bem que isso atordoa e pode tirar a concentração de quem está no volante.

Neste post vamos dar algumas dicas para melhorar e evitar problemas em sua viagem.


Bem-estar nas viagens

Existem alguns fatores que podem interferir no bem-estar e na harmonia de sua viagem,  por isso é muito importante saber separar e organizar as malas, escolher bem os materiais que irão na mala e os que estarão na bolsa de mão, às vezes a solução de todos os problemas pode estar  aí, dentro da sua bolsa.

 

COMODIDADE

Um dos principais fatores que podem influenciar em sua viagem é a comodidade. Estar horas na mesma posição pode ser extremamente incômodo se você não tiver se preparado bem para isso, portanto, se atente à alguns detalhes:

– Assento confortável;

–  Roupas cômodas;

– Temperatura agradável;

– Almofada/travesseiro para poder dormir;

– Estar com os jogos preferidos.

 

ENTRETENIMENTO

É compreensível, que, para uma criança que está sempre brincando, ficar horas em um carro ou avião pode ser uma tarefa muito difícil e chata, mas é nessas horas que agradecemos por existir alguns aliados, como a tecnologia.

– Celulares e outros dispositivos serão seu grande aliado neste caso, nada como colocar um vídeo, filme ou música para deixar o pequeno hipnotizado;

– Jogo eletrônicos também farão o seu filho passar horas sem perceber a viagem;

– Caso a estratégia de usar os eletrônicos não dê mais certo, nada como o bom e velho livro, neste caso você pode criar também atividades e jogos para manter o seu filho entretido.

 

COMIDA

Sabemos muito bem a fome deixa qualquer um estressado, então outra dica é se organizar e planejar um lanche durante a viagem, esta idéia pode evitar gritos e choros.

Se você não pretende alongar mais ainda a viagem, levar sanduíches, biscoitos, suco e água é uma excelente opção. Caso prefira, você pode planejar uma (ou mais) parada em algum estabelecimento que goste para comer, e assim, aproveitar para esticar um pouco as pernas e ir ao banheiro.



O importante na viagem e família e a diversão, aproveitar momentos únicos e ainda conhecer lugares novos.
Não tenha pressa de chegar ao destino final, viaje com calma e tranquilidade, nenhum destino vale mais do que o bem-estar de sua família.

BOA VIAGEM E FELIZ CARNAVAL!

Anúncios

Conheças os benefícios da natação para o seu bebê

A água faz com que os bebês se sintam em liberdade e “em casa”, já que para eles é um ambiente natural, pois ficaram nove meses submersos no ventre da mãe.

A natação para bebês na verdade pouco tem a ver com aprender a nadar, já que eles são muito pequenos para ter autonomia e realizar os movimentos da natação. O primeiro passo é fazer com que a criança  aprenda a se ambientar na água, a movimentar-se e brincar.

 

Com que idade se pode começar?

Normalmente os cursos são fornecidos a partir do sexto mês, mas antes deste período você pode praticar com seu filho em uma banheira, com uma temperatura de água agradável, sempre o segurando e supervisionando, assim ele irá se acostumando com o contato com a água.

O curso deve ser regido por um especialista na área e o bebê deve sempre entrar na água acompanhado de um dos pais.


Benefícios para a criança

 

  • Melhora a coordenação, o equilíbrio e a noção de espaço;
  • Melhora a resistência do bebê, trazendo benefícios cardiovasculares;
  • Os exercícios realizados na água em uma temperatura agradável, relaxa a criança e aumenta o seu apetite;
  • Regulariza o sono;
  • Os exercícios fortalecem a musculatura, favorecendo o desenvolvimento precoce de habilidades psicomotoras, como engatinhar e caminhar.

 

Desenvolvimento psicológico

 

  • Segurança: o bebê se sente seguro, pois sabe que sua mãe ou seu pai está cuidando dele, e este confiança aumenta os laços familiares;
  • O bebê desenvolve o sentido de autoconfiança e liberdade, pois pode se movimentar pela água;
  • Esta confiança em si mesmo o ajudará na comunicação e convívio com outras crianças.

O contato com outras crianças, ajudará o bebê a iniciar sua socialização, ele  aprenderá a compartilhar brinquedos e a brincar junto a outras crianças.

Problemas para dormir na noite? Temos a solução!

Um dos principais desafios para os pais de crianças pequenas é a hora de botar o filho para dormir. Mas calma, isso acontece com muitos pais e aqui vamos lhe ajudar a ter uma noite tranquila de sono.


Muitas vezes, tudo que queremos  é chegar em casa depois de um longo dia de trabalho e descansar em uma cama confortável, mas o seu desejo pode não ser compatível com o do seu filho, já que ele quer ficar acordado (e muitas vezes brincar).

É comum que bebês durmam bastante durante o dia e passem partes da noite/madrugada acordados, eles ainda estão se adaptando a nossa rotina, o sono mais regulado começa a partir dos 6 meses, normalmente.

A principal dica é: Criar uma rotina



É bom você deixar a luz solar entrar no ambiente enquanto ele estiver dormindo durante a tarde e manter o ambiente mais escuro quando for de noite. Repita este procedimento com regularidade. Esta rotina vai fazer com que seu filho possa começar a diferenciar o dia da noite.


Não alimente o bebê momentos antes de dormir.

Quando a hora de dormir estiver se aproximando, é bom você começar o “ritual do sono”, afaste o bebê da sala, que é normalmente o ambiente mais movimentado e barulhento da casa, dê um banho quentinho no seu pequeno, fazer uma massagem relaxante é um ótimo conselho, ponha um pijama, dô o jantar, acalme ele um pouco e ele estará pronto para dormir.

Conforme seu filho for crescendo, está rotina terá que ir se adaptando para as horas de sono recomendadas para cada idade. Neste caso você terá que estimular mais brincadeiras e atividades durante o dia, evitando este sono na parte da tarde.

Outro detalhe que pode fazer a diferença para uma ótima noite de sono, sua e do bebê, é a hora de botar a criança no berço. Se a criança pegou no sono em seus braços ou no seu quarto e no meio da noite acordar em uma outra cama, em um outro ambiente, longe da mãe, é normal a criança estranhar e se sentir insegura e começar a chorar.
A partir do sexto mês, você pode acostumar a criança a dormir sozinha. Ponha ela acordada no berço, fique por perto, cante uma canção de ninar e saia do quarto, assim, ela estará calma, e pegará no sono. Caso ela acorde na madrugada ela estará no mesmo ambiente, evitando o susto.

Brinquedos que ajudam no desenvolvimento do seu bebê

 

Brincar é uma atividade fundamental para o desenvolvimento da criança, é assim que ela vai criar suas primeiras percepções do mundo que a rodeia, conhecendo formas, cores, texturas, objetos e suas funções. É também, nas brincadeiras, que o pequeno irá aprender a se relacionar e criar os primeiros vínculos emocionais com outras crianças.


É comum vermos crianças brincando, muitas vezes esta é uma forma de “escape” para os pais, deixando a criança entretida enquanto eles podem realizar outras atividades. Porém, os brinquedos são mais que entretenimento, eles podem definir o futuro profissional de seu filho. “O cérebro se desenvolve desde o nascimento até a vida adulta. Os genes fornecem o projeto básico para esse progresso, mas as experiências dos primeiros anos de vida afetam o modo como ele é colocado em ação. Se elas são positivas, felizes, a arquitetura do cérebro da criança constrói uma fundação forte para o aprendizado, o comportamento e a saúde. A brincadeira é uma dessas experiências basilares, e os bebês já são capazes de reconhecê-la poucos dias depois do nascimento”, explica o pediatra Jack P. Shonkof, diretor do Centro de Desenvolvimento Infantil da Universidade de Harvard (EUA).

 

Escolher o brinquedo certo para a idade do seu filho é muito importante para que ele se adapte a suas capacidades e habilidades.

Para lhe ajudar, criamos uma lista com os jogos ideais para cada fase do seu filho.

ATÉ 2 ANOS
Nesta fase, é importante estimular os sentidos do bebê, suas percepções sensoriais (olfato, paladar, som, tato e visão). A criança aprenderá sobre tamanhos, cores, formas, texturas.
Brinquedos grandes, coloridos, de encaixar e chocalhos são os recomendados.


A PARTIR DOS 36 MESES
As crianças começam a desenvolver sua criatividade e a fantasia, um brinquedo arredondado vira um telefone, por exemplo, e ela começará a imitar gestos dos pais e pessoas próximas. Nesta época brinquedos que o ajudem a montar seu mundo imaginário é importante.


Deve-se estimular as atividades corporais, desenvolvendo, assim, os movimentos. Brincar de bola, brinquedos infláveis, carrinhos de arrastar e uma ótima opção.

 

DE 5 A 7 ANOS

Esta é a fase da criação, deve-se estimular as habilidades manuais, que, além de ajudar na coordenação, o ajudará em sua criatividade. Abuse dos brinquedos de construir e montar, como Lego, por exemplo.

Brinque com jogos de que estimule a memória e cálculos mentais, tais como, jogo de memória, tabuleiro, jogos eletrônicos.

A PARTIR DOS 7 ANOS

Agora, seu filho já tem consciência da sociedade que vive e entende as regras de convivência, nesta fase é extremamente importante a interação e convívio com outras crianças, onde ele possa interagir e se sentir aceito em um grupo.
Uma ótima forma de se fazer isso é iniciar atividades esportivas.

Lista de presentes que toda grávida gostaria de receber

O Natal está chegando e nada como uma bela lista de presentes que serão de extrema utilidade para você ou para presentear uma gestante.
A lista contém aqueles ítens clássicos, que já é esperados por toda gestante, mas também presentes originais que facilitaram a vida da mamãe.

Vamos à lista!

1 – Roupas leves e confortáveis: principalmente nesta período de verão, as gestantes sofrem muito com as altas temperaturas e precisam usar roupas leves e confortáveis, para evitar os inchaços.

2-  Sutiã de amamentação: facilita muita a vida da mãe.

3- Wrap sling: são aquelas balsas carregadores de bebês, além de facilitar pois deixa as mãos livres, ainda ajuda a manter a postura.

4- Cremes hidratantes anti estrias: uma preocupação muito comum entre as gestantes é o cuidado com a sua pele e seu corpo, um kit com cremes pode ser um ótimo presente.

5- Cinta pós – parto.

6-  Cursos para gestantes.

7- Travesseiro para gestante: ótimo presente para as gestantes, principalmente no 3° trimestre de gestação, quando dormir confortável se torna uma tarefa difícil.

8- Dia de spa: este é um bom presente para as gestantes e para as recentes mamãe, um dia de cuidados, descanso e mimos fará qualquer mulher feliz.

9- Netflix: caso a gestante/mãe não tenha uma assinatura, este é um presente realmente interessante, pois tanto na gestação quando no pós parto, as mães passarão bastante tempo em casa, assim, poderão se entreter, ver documentários sobre os bebês.

10- Fraldas: é claro que não poderia faltar em nossa lista este material tão importante na vida das mães. Mesmo que ela já tenha um grande estoque, as crianças, em média, saem das fraldas a partir dos dois aninhos, isso significa que ela precisará realmente de muitas, de todos os tamanhos.

Grávida pode viajar de avião?

Estamos chegando no verão, aquela maravilhosa temporada de férias, onde podemos aproveitar o tempo livre e viajar. Agora vem a duvida: grávida pode andar de avião?



Para esta pergunta não existe uma resposta universal, cada caso é um caso, e deve, antes de tudo, ter a liberação do seu obstetra. Normalmente, em casos em que a gestante não tenha complicação médica (sangramentos, diabetes e pressão alta) ou histórico de partos prematuros, não há problemas em realizar a viagem.

O segundo trimestre da gestação é o período mais aconselhável para realizar a viagem, já que os órgãos do bebê estão mais desenvolvidos e não sofrerá com as mudanças de pressão. A partir da 36ª semana, a gestante só poderá embarcar com a presença de um médico obstetra.

É importante a gestante estar ciente de que cada companhia aérea tem uma política. Entre em contato com as companhias e saiba quais suportes eles disponibilizam para as gestantes e quais são as restrições e documentação necessária, já que na hora da compra de sua passagem nem sempre é perguntado/informado que se trata de uma gestante, assim, na hora do embarque eles poderão solicitar alguns documentos, como atestado médico da gestante e cartão pré-natal.

Dica para as gestantes:

  • Em voos mais longos, é importante a gestante beber bastante líquido e se movimentar bastante, abuse das idas ao banheiro. A falta de movimentação pode prejudicar a saúde, pois aumenta as chances de trombose.

 

  • Use meia compressora, ela ajuda a manter a circulação normal.

 

  • Use roupas leves e confortáveis.

 

  • Escolha assentos perto das asas, onde a estabilidade do avião é maior, evitando, assim, possíveis enjoos.

 

  • Escolha a poltrona do corredor, assim facilita as idas ao banheiro e sua movimentação, para evitar inchaços e câimbras.

 

  • Evite os destinos mais afastados (passeios na mata, trilhas, desertos), em caso de uma emergência médica é importante ter para onde ir o mais rápido possível.

 

  • Faça o seguro viagem, ele pode ser extremamente útil em caso de emergência médica.

Depressão na gravidez

A gravidez é um momento muito esperado por muitas mulheres, que por muito tempo sonharam com o momento de poder carregar seu filho na barriga. Mas nem sempre quando este momento chega o sentimento é de alegria e comemoração.

Infelizmente, um caso muito comum na gestação é a ocorrência de depressão. A doença atinge cerca de 10% das gestantes. Por conta da grande quantidade de hormônios em circulação, é comum em algum momento da gravidez surgirem sentimentos de tristeza, melancolia ou culpa.

 

Principais sintomas

– Tristeza. Fique atenta a este sentimento se permanecer por mais de duas semana

– Sentimentos depressivos

– Dificuldade de se concentrar

– Fadiga

– Sentimentos de culpa ou de inutilidade

– Insônia ou dormir demais

– Desequilíbrio alimentar – come demais ou não sente fome

– Pensamentos constantes de morte ou suicídio.

 

Possíveis causas

 

Além dos hormônios, as constantes mudanças na vida da gestante e a responsabilidade de cuidar de outra vida pode tornar as gestantes vulneráveis à doença.
Outros fatores são:

– Histórico familiar ou pessoal de depressão

– Problemas com a gestação

– Problemas de fertilidade

– Complicações ou aborto em gestações anteriores

– Abuso/Violência (no passado ou presente)

– Circunstâncias de vida estressantes



Preste muita atenção, caso você se enquadre nos sintomas da doença, ligue para o Nasce: (51) 3334-4503. A depressão é uma doença séria e deve ser tratada com acompanhamento médico, a automedicação pode ser prejudicial para você e seu bebê.

CURSO 2 DE DEZEMBRO

A gestação é um momento mágico para todo casal, mas quando percebemos que em pouco tempo seremos responsáveis por um lindo bebê é comum surgirem dúvidas e quanto mais próximo do parto, mais dúvidas surgem.

Pensando em lhe ajudar e preparar o melhor possível, o Nasce desenvolve cursos para te auxiliar e tornar mais confiante na hora em que seu filho chegar. É o caso do curso que acontecerá dia 2 de dezembro.

Confira nosso cronograma!

 

CUIDADOS COM O RECÉM-NASCIDO – 9h às 12h

Este workshop oportuniza aos futuros pais e mães adaptarem-se aos seus novos papéis, receberem e revisarem informações acerca da experiência do nascimento e cuidados com o bebê, tornando-os mais confiantes em suas habilidades como pais e melhor sintonizados com as necessidades desse novo ser.

 

Temas abordados:

– Cuidados imediatos ao nascimento (sala de parto)

– Acolhendo e compreendendo as necessidades do bebê

– Aprendendo na Prática: higiene e conforto (banho, troca de fraldas e cuidados com o coto umbilical)

OFICINA DE PAPINHAS – 14h às 17h

Após os 6 meses do seu bebê é recomendado introduzir a alimentação complementar. E, para tirar todas as suas dúvidas sobre este momento, as nutricionistas Betina Ettrich e Gabriela Penter, desenvolveram a Oficina de Papinhas.

 

Temas abordados:

– Recomendações sobre a introdução da alimentação

– Como preparar uma papinha saudável, gostosa e nutritiva

– Ingredientes, técnicas e receitas

 

Como me inscrevo?

Inscrições e mais informações pelo telefone: (51) 3334 4503.

 

Onde acontecerá o curso?

Nasce Centro de Atendimento à Gestante – Rua Gustavo Schmidt, 580, Três Figueiras – Porto Alegre/RS.


Esperamos por você!

Dicas para você decorar o quartinho do bebê

Uma das partes mais prazerosas e gratificantes fases da gestação é a organização e planejamento do quartinho do bebê. Sempre queremos entregar o melhor para o nosso filho, e isso, às vezes, pode chegar a valores exorbitantes. Pensando nisso, separamos algumas dicas incríveis de decoração no melhor estilo faça você mesmo, basta reservar um tempinho e muita vontade. Os resultados são lindos e a economia mais linda ainda.

Stencil


imagem http://followthecolours.com.br

Fácil, rápido e lindo, este é o stencil, nada mais do que um molde que facilita a aplicação de desenhos e formas na parede, minimizando as chances de erro.
Os materiais para a criação de um stencil são:

lápis, para desenhar o formato desejado (normalmente nuvem);
papelão ou outro material resistente, onde será desenhado, recortado e aplicado a tinta, dando vida ao desenho;
Estilete, para recortar o desenho;
Pincel/rolo;
tinta.

Com estes materiais e criatividade, você poderá criar e decorar o quartinho do seu bebê. Neste link https://goo.gl/ndJLR3 você encontra um passo a passo muito bacana sobre o assunto.

Organizador de brinquedos com paletes

Criar um organizador de brinquedos com paletes é outra ideia que vale muito! de fácil criação e com um resultado lindo, este item de decoração deixa o espaço com um aspecto divertido e sustentável.
Para a criação deste ítem, lembre-se de deixar as caixas fixas entre si e na parede, evitando quedas e deixando o espaço mais seguro para os pequenos.

Parede lousa

Uma forte tendência na decoração de quartos e ambientes mais descontraídos é utilizar a parede como lousa, nela você e seu filho poderão brincar e desenha à vontade, a diversão será garantida.
Existem duas maneira de deixar a sua parede com este aspecto, tinta lousa e papel contact.
Na hora de escolha existem alguns aspectos que levar em consideração.
Tinta: normalmente é mais barata, porém a aplicação é trabalhosa, tendo que aplicar aproximadamente 3 demão para ficar com o aspecto desejado. Não escolha a tinta se você tiver que remover em pouco tempo (se tiver que entregar a casa alugada, por exemplo) pois é muito difícil cobrir a tinta preta, principalmente com cores claras.
Papel contact: de fácil aplicação e remoção, esta é uma boa opção para quem quer mudar radicalmente o ambiente sem precisar pintar a parede, normalmente sendo a opção escolhida.

Adesivos de parede

foto pakamera.pl

Este não é um ítem da linha faça você mesmo mas vale muito a recomendação.
O adesivo de parede é uma dica de ouro para quem quer aproveitar bem o espaço disponível na parede sem precisar fazer grandes reformas.
É fácil encontrar a venda dos adesivos, em lojas físicas e onlines, e modelos são o que não falta.
Se você quiser seu cantinho mais personalizado, é possível mandar fazer seu adesivo com nomes, frases e até mesmo fotos.

Agora é só aproveitar as dicas, botar a criatividade para funcionar e montar o melhor espaço possível para que o seu filho possa crescer e se desenvolver.

Bom proveito e mão na massa!

Gestante pode pintar o cabelo?

É comum as mulheres cuidarem de sua sua aparência, e quando vem a gravidez surge a questão: e agora, posso pintar o cabelo?
Esta é uma pergunta típica entre as gestantes, já que tudo que é usado, ingerido e feito neste período pode afetar não apenas a mãe mas o bebê também. Mas afinal, posso pintar ou não?

Sim, as futuras mamães pode pintar o cabelo a partir do 12ª semana de gestação (primeiro trimestre, fase importantíssima na criação dos órgãos do feto), após a liberação do médico,  mas não são todos os produtos que são recomendados.

Não utilize tinta com base de amônia. Não existe um estudo que indique que amônia seja segura  para o bebê, então é desaconselhável o seu uso. Hoje é fácil encontrar produtos específicos para gestantes.

Se possível, mantenha o couro cabeludo livre de químicas pesadas, ele é uma área muito vascularizada, então é importante deixar a tinta aproximadamente 2 centímetros de distância da raiz,  para evitar que o produto seja absorvido e acabe entrando na corrente sanguínea.

Escova progressiva, pode?

Fique longe do formol! Escova progressiva e outras técnicas de alisamento utilizam químicas fortes para alisar os fios. O formol é uma substância apontada como cancerígena pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) e pela Organização mundial de saúde (OMS).

IMPORTANTE: O uso do formol deve ser evitando também durante o período de amamentação.

Lembre-se ,nenhum tratamento de beleza é tão importante quando a prioridade é o seu bebê.

A gestação é um curto e importantíssimo período na vida de toda mãe, deixe para radicalizar e ousar em seus visual após a gestação e  amamentação.

%d blogueiros gostam disto: